Conceição Amaral reconduzida na presidência do Opart



A notícia foi avançada pelo jornal Público e confirmada à Lusa por fonte oficial do Ministério da Cultura.


Conceição Amaral foi nomeada para o cargo em dezembro de 2019, quando substituiu André Caldas, que tinha entrado como presidente do Opart em junho de 2019 e saiu em outubro do mesmo ano, depois de indigitado secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros.


O mandato de Conceição Amaral tinha terminado em dezembro de 2021.


Maria da Conceição Amaral nasceu em 20 de agosto de 1966, é licenciada em História da Arte pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (1990) e pós-graduada em Gestão Cultural nas Cidades, pelo Instituto Universitário de Lisboa (INDEG/ISCTE, Lisboa, 2002).


Antes do Opart, que gere o Teatro Nacional de São Carlos, a Orquestra Sinfónica Portuguesa e a Companhia Nacional de Bailado, Conceição Amaral estava na Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva (FRESS), onde exerceu, entre 2015 e 2019, o cargo de administradora executiva.


Entre outros cargos, desempenhou as funções de assessora da Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses e de diretora do Museu de Arqueologia de Silves.


 




Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.