Atletismo Mundiais. Norah Jeruto vence 3.000 obstáculos


A final teve um desfecho curioso, já que nenhuma das três no pódio tinha medalhas internacionais em competições máximas (Jogos Olímpicos ou Mundiais), mas todas conseguiram novos recordes.

Norah Jeruto, uma antiga atleta queniana, por várias vezes triunfou em provas da Liga Diamante. Faltava-lhe o grande resultado a que chegou hoje, com 8.53,02 minutos, terceira melhor marca da história.



A agora atleta cazaque ultrapassou as etíopes Werkuha Getachew e Mekides Abebe. Os 8.54,61 de Getachew são novo recorde da Etiópia e os 8.56,08 de Abede recorde pessoal.

US Remote Software Jobs

A grande derrotada foi a ugandesa Peruth Chemutai, campeã olímpica, apenas 10.ª na corrida.

Nas semifinais dos 400 metros, a principal nota vai para o regresso a uma final do recordista mundial, o sul-africano Wayde Van Niekerk, o que já não acontecia desde 2017. Há cinco anos lesionou-se gravemente num joelho, após ter sido bicampeão mundial e campeão olímpico.

Fora da pista, ficou a saber-se que o campeão mundial dos 100 metros, Fred Kerley, não vai estar na estafeta 4×100 dos Estados Unidos, por lesão.

Kerley magoou-se num quadríceps durante as semifinais dos 200 metros, na terça-feira, em que falhou o apuramento, com o que pareciam ser cãibras.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.