Botafogo vence Internacional com arbitragem polémica


O lance crucial da partida ocorreu ao minuto sete, quando o médio do Internacional Alan Patrick chutou “à queima” a bola contra o peito do central do Botafogo, Philipe Sampaio (ex-jogador de Boavista, Feirense e Tondela), fazendo que esta resvalasse para o braço, e levando o árbitro a assinalar penálti, gerando uma onda de revolta nas hostes da equipa de Luís Castro.

O lance foi revisto pelo videoárbitro (VAR), mas este decidiu não intervir, apesar do remate ter sido executado a curta distância e de a bola ter embatido claramente no peito do defesa, que seria expulso por protestos, tal como o técnico luso.

Esta decisão do árbitro estragou literalmente a partida, que ficou marcada, por entre vários episódios de confrontos e confusões, por seis amarelos e um vermelho para os cariocas e cinco amarelos e um vermelho para a formação gaúcha (mostrado apenas aos 90+16, para o argentino Gabriel Mercado), além de dois golos anulados por fora de jogo ao Internacional, aos 56 e aos 90+4, e um tempo de compensação superior a um quarto de hora.



O Internacional cedo aproveitou a vantagem numérica para chegar aos 2-0, por Edenilson, aos nove minutos, de penálti, e pelo lateral argentino Fabrício Bustos, aos 14, mas o Botafogo reduziu cinco minutos depois, aos 19, pelo avançado Vinícius Lopes.

Na segunda parte, a equipa de Luís Castro fez o 2-2 aos 59 minutos, pelo avançado Erison, resultado que se manteve até ao período de descontos, até ser desfeito pelo lateral esquerdo Hugo, aos 90+11, dando uma vitória épica ao Botafogo, que jogou a maior parte do tempo em inferioridade numérica, mas com uma vontade indómita de vencer devido às circunstâncias que rodearam o golo inaugural da partida.

Ainda durante o jogo, o investidor norte-americano John Textor, que entrou na gestão do Botafogo e que chegou a manifestar interesse em investir no Benfica, não esperou pelo final da partida para escrever das redes sociais: “Temos que limpar o futebol brasileiro. Sávio Pereira Sampaio (árbitro da partida)… Você deve renunciar para bem do futebol“.

Depois de uma série de quatro derrotas, o Botafogo somou a segunda vitória seguida e deu um salto no Brasileirão, subindo provisoriamente ao sexto lugar, com 18 pontos, em igualdade com Santos, São Paulo (tem menos um jogo) e Bragantino, enquanto o Internacional está na quinta posição, com 21, os mesmos de Athlético Paranaense e Atlético Mineiro, terceiro e quarto, respetivamente.

O Brasileirão é liderado pelo Palmeiras, treinado pelo português Abel Ferreira, com 25 pontos, mas em igualdade pontual com o Corinthians, de Vítor Pereira, segundo colocado, que no domingo venceu por 1-0 o Goiás. No entanto, o “verdão” tem uma partida a menos, que cumprirá na terça-feira, numa visita ao Morumbi, para defrontar o São Paulo.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.