Depois de ter estado em desvantagem durante quase todo o encontro do Grupo 3 da Ronda de Elite de qualificação para a fase final, na sequência do golo marcado por Kenny aos 25 minutos, Portugal não só deu a volta ao resultado como chegou à goleada, com tentos de Youssef Chermiti (78 e 90+5), António Silva (84) e Joelson Fernandes (90+2).

Da necessidade de ter de vencer a Inglaterra, anfitriã da ‘poule’ de apuramento, na terceira e última ronda, a equipa liderada pelo selecionador Rui Bento ficou à distância de um empate, na terça-feira, em Chesterfield, para assegurar a presença no Campeonato da Europa.

Portugal, que na jornada inaugural tinha batido a Arménia por 4-0, totaliza seis pontos, tal como a Inglaterra, que venceu hoje os arménios pela mesma margem (4-0) e se tinha imposto aos irlandeses por 3-1, pelo que os golos marcados ‘fora de horas’ deixaram a equipa lusa em vantagem.

Após ter chegado ao intervalo em desvantagem, Rui Bento foi afortunado nas ‘mexidas’ que efetuou na seleção nacional, particularmente, com as apostas em Chermiti, aos 46 minutos, e Joelson Fernandes, aos 59, apesar de apenas terem produzido resultados na fase final.

Apenas o primeiro classificado dos sete grupos da Ronda de Elite assegura o apuramento direto para o Campeonato da Europa de 2022, juntando-se à Eslováquia, anfitriã da fase final, entre 20 de julho e 02 de agosto.

Portugal, que se sagrou campeão em 1961, quando a prova se designava Torneio Internacional de Juniores, 1994 e 1999, sob o formato de sub-18, e 2018, chegou à final nas três últimas edições da prova, que não se realizou em 2020 e 2021 devido à pandemia de covid-19.

A equipa das ‘quinas’ conquistou mesmo o título em 2018, ao vencer a Itália na final (4-3, após prolongamento), tendo perdido no jogo decisivo em 2017, com a Inglaterra (2-1), e 2019, frente à Espanha (2-0).

Jogo no estádio St. George’s Park, em Burton upon Trent (Inglaterra).

Portugal — República da Irlanda, 4-1.

Ao interval: 0-1.

Marcadores:

0-1, Kenny, 25 minutos.

1-1, Youssef Chermiti, 78.

2-1, António Silva, 84.

3-1, Joelson Fernandes, 90+2.

4-1, Youssef Chermiti, 90+5.

Equipas:

– Portugal: André Gomes, João Tomé, Chico Lamba, António Silva, Flávio Nazinho (Diogo Travassos, (46), Martim Neto (Youssef Chermiti, 46), Nuno Félix, João Neves (Pedro Santos, 71), Vasco Sousa (Matchoi Djaló, 65), Miguel Falé e Diego Moreira (Joelson Fernandes, 59).

Suplentes não utilizados: João Carvalho, Diogo Travassos, Youssef Chermiti, Pedro Santos, Matchoi Djaló, Dário Essugo, Gabriel Brás, Joelson Fernandes e Carlos Borges.

Treinador: Rui Bento.

– República da Irlanda: Rose, Roughan, Lawal, Abankwah, Murphy, Henry-Francis, Mcjannet, Caffrey, Moran, Kenny e Hayes (Nzingoe, 82).

Suplentes não utilizados: Keeley, Grehan, Adeeko, Nzingoe e Corbally.

Treinador: Tom Mohan.

Árbitro: Igor Pajac (Croácia).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Diogo Travassos (50), Diego Moreira (57), Nuno Félix (57), Vasco Sousa (65), Youssef Chermiti (68), Hayes (70), Kenny (80) e Caffrey (87).



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.