Susana Veiga conquista prata nos Mundiais de natação adaptada


Susana Veiga, que repetiu a prata conquistada em 2019 nos Mundiais disputados em Londres, nadou a final em 28,90 segundos, terminando a 72 centésimos da brasileira Mariana Ribeiro (28,18), que conquistou o ouro.

A nadadora mostrou-se “superfeliz” com a conquista da medalha, lamentando apenas que a prova dos 50 metros livres S9 não integre o programa paralímpico.

“Estou superfeliz, renovei o título de vice-campeã mundial, gosto muito da prata. Agora vou de férias”, disse Susana Veiga, após “revalidar” a prata conseguida nos Mundiais de 2019 nos 50 metros livres S9.

A nadadora do Clube Vasco da Gama, que é campeã e recordista europeia da distância, admitiu que precisou de gerir bem a ansiedade para disputar a sua prova de eleição no último dia de competição.

“Deixar os 50 livres para o último dia deixa-me sempre com muita ansiedade, felizmente consegui dar a volta e usar a ansiedade pelo lado positivo”, afirmou.

Susana Veiga, que tem um encurtamento do fémur e falta de mobilidade na perna direita, lamentou apenas que a sua prova de eleição, os 50 metros livres, não integre o calendário dos Jogos Paralímpicos.

“Tenho pena que esta prova não se dispute nos Jogos, esta é a prova que mais gosto de nadar”, disse Susana Veiga, que dedicou a medalha à família e ao treinador, Nuno Quintanilha.

Portugal, que esteve representado no Funchal por 10 nadadores, fechou a competição com uma medalha de prata e duas de bronze, conseguidas por Marco Meneses e Diogo Cancela.



Os Mundiais de natação adaptada, a primeira grande competição internacional do ciclo paralímpico Paris2024, decorreram entre domingo e hoje no Funchal e juntaram mais de 600 atletas, de 70 países, entre os quais 10 portugueses.





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.