A informação foi confirmada ao jornal Público pelo ex-ministro Manuel Heitor.