“Queremos parar a guerra que a Rússia lançou na Ucrânia sem entrar em guerra. Esse é o objetivo” e “se queremos fazer isso não devemos entrar na escalada nem das palavras nem das ações”, considerou Emmanuel Macron.

Macron disse também que não utilizaria as palavras escolhidas por Joe Biden para classificar Vladimir Putin. Ontem, o Presidente dos Estados Unidos esteve reunido na Polónia com refugiados ucranianos e depois classificou o Presidente russo como um “carniceiro”.

“Eu não usaria esse tipo de linguagem porque continuo a falar com o Presidente Putin”, declarou Macron ao canal de televisão France 3.