Os autocarros humanitários da ONU e da Cruz Vermelha saíram no sábado de Mariupol, tendo sido travados a 30 quilómetros da cidade e, por isso, demorado a percorrer os mais de 200 quilómetros até Zaporizhia.