Os bombardeamentos provocaram a paragem de um dos reatores da maior central nuclear da Europa.