O presidente da Administração do Porto de Sines, José Luís Cacho, refere, no entanto, que o investimento só avança se efetivamente houver o interesse de ligar os gasodutos da Península Ibérica à restante Europa.