A ANPM concedeu três blocos em terra e dois blocos no Mar de Timor.


A empresa australiana Santos, operadora do único campo atualmente em produção em Timor-Leste, o Bayu Undan, garantiu o Bloco R, localizado perto dos campos Kitan, Buffalo e Bayu-Undan, todos no Mar de Timor.


A italiana ENI, parceira da Santos no Bayu Undan, recebeu o Bloco P, localizado perto dos campos do Greater Sunrise, também no Mar de Timor.


Quanto à exploração em terra, a petrolífera nacional timorense Timor Gap, a empresa timorense Esperanca Timor Oan o Bloco B, e a empresa Exploração HTS, do Cazaquistão, garantiram direitos sobre um bloco cada uma.


No total foram apresentadas nove propostas, de sete empresas, para os seis blocos adjudicados.


A Santos e a ENI estão atualmente a estudar opções para estender a vida do Bayu Undan, incluindo um projeto de captura e armazenamento de carbono.


 



Source link

By Author

Leave a Reply

Your email address will not be published.