A entrada em vigor da lei da segurança nacional criada há dois anos para conter o movimento pró-democracia representou o corte final, como conta a jornalista da Antena 1 Teresa Correia.